Justiça decreta ilegalidade da greve e ônibus voltam a circular

Justiça decreta ilegalidade da greve e ônibus voltam a circular
07 jun 2022

A 2ª Vara da Justiça do Trabalho de Aracaju decretou a ilegalidade da greve de parte dos trabalhadores do Grupo Progresso, na noite dessa segunda-feira (6). A paralisação, que ocorria desde o dia 2 de junho por atrasos de salários, foi encerrada nesta terça (7) e os ônibus das empresas voltaram a circular.

O grupo integra o serviço de transporte público da Grande Aracaju. Durante a greve, 126 ônibus de 37 linhas ficaram parados.

A Justiça entendeu que o impedimento tem prejudicado a oferta para a população, e aplicou uma multa de R$ 1 mil ao dia a quem tentar impedir a volta dos veículos para as ruas. A determinação permite também uso da força policial se necessário.

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros (Setransp) disse, em nota, que durante a manhã da segunda, “as empresas do Grupo tentaram operar com colaboradores que aceitaram as negociações propostas, mas 15 manifestantes bloquearam a saída dos veículos da garagem”.